Distúrbios

Hipotireoidismo Congênito

O hipotireoidismo congênito é uma condição que impossibilita o organismo de gerar os hormônios tireoidianos, impedindo o crescimento e desenvolvimento normal do indivíduo. É uma condição incomum (cerca de um a cada 4.000 recém-nascidos possuem esse distúrbio), porém é considerada a causa reversível mais comum de retardo mental.

O diagnóstico e tratamento precoces podem evitar as suas consequências, por isso, a realização do Teste do Pezinho é fundamental. Dentre os exames incluídos no teste do pezinho estão dosagens que permitem detectar o hipotireoidismo congênito. Devemos destacar que no Brasil, este exame de triagem é obrigatório.

O tratamento do  hipotireoidismo congênito é simples e consiste na administração de hormônio tireoidiano, com acompanhamento médico. O tratamento deve ser iniciado nas primeiras semanas de vida. O objetivo é manter os níveis de hormônios da tireoide dentro dos valores de normalidade, permitindo o crescimento e desenvolvimento adequados.

imprimaImprima     envieEnvie por Email       Compartilhe: Delicious Delicious  google Google

Tópicos Relacionados

Distúrbios tireóide teste do pezinho

Opiniões dos Leitores

Notícias

Hipotireoidismo Congênito e Teste do Pezinho

O dia 6 de junho é Dia Nacional do Teste do Pezinho, voltado para conscientizar a população sobre a importância do exame. Ele é fundamental para o diagnóstico do Hipotireoidismo Congênito. Saiba mais sobre essa disfunção tireoidiana.

Leia Mais

Para Público

Campanha da Tireoide: Lives no Instagram

O Departamento de Tireoide da SBEM programou cinco lives durante a Semana Internacional da Tireoide, no seu canal no Instagram. O bate-papo é com os membros da diretoria e acontece todos os dias, às 18h. As lives têm duração de 20 minutos e discutem questões relacionadas à Covid-19 e as disfunções tireoidianas.

Leia Mais

Notícias Científicas

Tratamento da Orbitopatia de Graves

O Departamento de Tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) elaborou um documento com as orientações destinadas aos seus associados, e a toda classe médica, sobre o uso de drogas imunossupressoras, no tratamento da Orbitopatia de Graves (OG) moderada-grave, durante período da pandemia COVID-19.

Leia Mais