SBEM
Departamento de Tireóide

Departamento de Tireoide
da Sociedade Brasileira
de Endocrinologia e Metabologia

EBT 2016 no Flickr

EBT 2016

Notícias

Homenagem e Recital na Abertura do XVII EBT 2016

No início da noite de quinta-feira (21) de abril, foi realizada a cerimônia oficial de abertura do XVII Encontro Brasileiro de Tireoide, que acontece até sábado em Gramado. Na foto, a Dra. Gisah Amaral, presidente do Departamento de Tireoide; Dr. Alexandre Hohl, presidente da SBEM Nacional; Dra. Ana Luiza Maia, presidente do XVII EBT; Dra. Celia Regina Nogueira, presidente da Comissão Científica do XVII EBT; e o presidente da SBEM Regional Rio Grande do Sul, Dr. Luis Canani.

Leia Mais

EBT 2016

EBT 2016: Começo Movimentado

A manhã do dia 21 de abril, no XVII Encontro Brasileiro de Tireoide, foi bastante movimentada. A presença de público em cursos e atividades paralelas pré-congresso faz parte do histórico dos EBTs. Cursos de altíssimo nível aconteceram em duas salas.

Leia Mais

Notícias

Boas Vindas ao EBT 2016

Depois de atividades pré-evento, o XVII Encontro Brasileiro de Tireoide terá a cerimônia de abertura nesta quinta-feira, dia 21 de abril, a partir das 14h. O Encontro deve alcançar a capacidade máxima do Wish Serrano Resort em Gramado. A comissão editorial do Departamento preparou uma cobertura especial para os leitores. 

Leia Mais

Distúrbios

Tireoidite

A tireoidite é um conjunto de doenças inflamatórias que afetam a glândula tireoide. Em alguns casos, o paciente sente dores, mas em outros são os sintomas básicos do hipertireoidismo ou do hipotireoidismo. As tireoidites são:

Tireoidite subaguda (ou tireoidite de Quervain): Não tem causa conhecida e resulta em um aumento doloroso da glândula e na liberação de grandes quantidades de hormônio no sangue.

Tireoidite pós-parto: Cerca de 5 a 10% das mulheres manifestam hipertireoidismo leve a moderado alguns meses após o parto. Nesses casos, o distúrbio costuma durar de um a dois meses e, freqqentemente, é seguido por vários meses de hipotireoidismo antes do organismo se normalizar espontaneamente. Entretanto, em alguns casos, a tireoide não se recupera, e o hipotireoidismo se torna permanente, sendo necessária a reposição hormonal ao longo da vida.

Tireoidite silenciosa: O hipertireoidismo transitório pode ser causado por uma tireoidite silenciosa, uma condição que parece semelhante à tireoidite pós-parto, mas não está relacionada à gestação e não é acompanhada de dor na glândula.

Tiroidite crônica (ou Tireoidite de Hashimoto): É uma moléstia autoimune com a presença de autoanticorpos que destroem o tecido tireoidiano. As manifestações da Tireoidite de Hashimoto são extremamente variáveis, podendo ser do tipo hipo, hiper ou eutireoidismo. O principal sintoma é a presença de um bócio indolor, que pode não aparecer no estágio avançado da doença.

Tiroidite fibrótica (ou Tireoidite de Riedel): Distúrbio fibro-inflamatório raro que pode causar hipotireoidismo. As lesões causadas pela tiroidite fibrótica podem piorar de forma lenta e progressiva se não forem tratadas. Em alguns casos, o tecido da tireoide pode ser totalmente destruído. Pacientes com este mal costumam sentir falta de ar, sensação de sufocamento e disfagia.

 

imprimaImprima     envieEnvie por Email       Compartilhe: Delicious Delicious  google Google

Tópicos Relacionados

Distúrbios tireóide tireoidites

Opiniões dos Leitores

Topo Volta  © 2015 Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia - SBEM