SBEM
Departamento de Tireóide

Departamento de Tireoide
da Sociedade Brasileira
de Endocrinologia e Metabologia

Destaques

Notícias

Nova Diretoria Assume em Janeiro

Durante o 31º CBEM, foram realizadas as eleições para a gestão 2015/2016 para a Diretoria da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), bem como seu Conselho Fiscal e Departamentos. À frente do Departamento de Tireoide estará a Dra. Gisah Amaral (foto). Confira os outros integrantes da chapa.

Leia Mais

10 Coisas Sobre Tireoide

Com forma bem parecida com a de uma borboleta, a glândula tireoide é localizada na parte anterior do pescoço. Quando ela não funciona de maneira correta, pode liberar hormônios em quantidade insuficiente, causando o hipotireoidismo,  ou em excesso, ocasionando o hipertireoidismo. Confira as 10 coisas que você precisa saber sobre tireoide.

Leia Mais

Tireoide no CBEM 2014

A trigésima primeira edição do Congresso Brasileiro de Endocrinologia e Metabologia aconteceu em Curitiba (PR), entre os dias 5 e 9 de setembro. O CBEM 2014 reuniu 4 mil participantes. Na ocasião, houve, ainda, a eleição para a Diretoria da SBEM, Conselho Fiscal e Departamentos para a gestão 2015/2016.

Leia Mais

Os Atletas e as DisfunçõesTireoidianas

Em ano de Copa do Mundo os olhares de diversas pessoas no planeta estão voltados para diversos jogadores em nosso país. Contudo, bate a dúvida: será que atetlas com disfunções tireoidianas podem participar de competições? O Dr. Mario Vaisman fala sobre o assunto e revela alguns mitos. Confira o vídeo. 

Leia Mais

Notícias

Resultados do Dia Internacional da Tireoide

Este ano, o Departamento de Tireoide da SBEM organizou uma importante campanha pelo Dia Internacional da Tireoide. O trabalho foi realizado nos meses de abril e maio. Veja alguns resultados alcançados.

Leia Mais

Eventos

<      >

Para Público

04/05/2011 Perguntas e Respostas: Medicamentos

NovoSynthoroid
Olá, tenho problema de tireoide, tomo o remedio synthoroid (25mcg) e meus remédios estão para acabar. Não moro no Brasil, moro em Hong Kong e aqui eles não vendem esse medicamento de 25mcg, somente de 50mcg para cima. Será que eu posso comprar o de 50mcg e quebrar o comprimido e tomar a metade? Obrigada desde já.

Resposta da Dra. Glaucia Mazeto: O ideal é que este tipo de medicação não seja partida, o que pode acarretar em problemas tais como, por exemplo, doses diferentes a cada dia e instabilidade do princípio ativo. Emergencialmente, a ingestão de metade do comprimido de 50 microgramas é uma opção. Porém, o médico deve ser consultado, com brevidade, para ajustar a apresentação e a dose da medicação, de acordo com as condições clínico-laboratoriais da paciente e a disponibilidade do país. Atenciosamente, Gláucia.

Levoritixina
Tenho 39 anos, e há um mês fui submetida à tireoidectomia. Iniciei o uso de levoritixina há 20 dias. Gostaria de saber depois de quantas horas posso me considerar em jejum para tomar o medicamento, pois na maioria das vezes faço a última refeição muito tarde. (Francisca)

Resposta da Dra. Glaucia Mazeto: No geral, para a tomada da levotiroxina, recomenda-se o período de sono noturno sem a ingestão de alimentos. Se a última refeição foi por volta de meia noite, o medicamento poderia ser, normalmente, ingerido por volta das 7 horas da manhã.

Ansiedade

Tenho hipertireoidismo, a qual trato há seis meses, regularmente, pelo SUS. A médica não responde às minhas dúvidas: somente me manda executar o que pede. Tomo medicamento, em jejum, cerca de três vezes por dia. Mesmo assim, os sintomas persistem, como tremedeira, nervosismo, taquicardia, queda de cabelo, fadiga, estresse e dores musculares e nas articulações. Eu como demais, fico muito ansiosa... Gostaria de saber se, mediante tais medicamentos, eu poderia estar ingerindo fluoxetina; se sim, durante quanto tempo. (Juliana)

Resposta da Dra. Glaucia Mazeto: A indicação para uso de medicamentos deve ser realizada pelo seu médico assistente, e não pela internet. Quanto aos sintomas que você está relatando, parecem compatíveis com persistência do hipertireoidismo. Esta persistência poderá ser confirmada ou excluída pela realização de exames laboratoriais (particularmente tiroxina livre e TSH). Se for confirmada, deve ser discutido com sua médica sobre a adequação das doses da medicação ou a mudança do tipo de tratamento utilizado.

Corticóide e Aumento de Peso
Olá. Tenho hipertireoidismo e a doença de Graves. Tomo 60mg de Tapazol. Por conta da exoftalmia, meu oftalmologista prescreveu o uso do Meticorten. No entanto já vi várias matérias que dizem que engorda, deixa o corpo totalmente deformado e cheio de estrias. Gostaria de saber se isso é verdade e se há alguma forma de evitar que isso aconteça. Estou muito desanimada com tudo isso. Obrigada por tudo. (Kátia)

Resposta da Dra. Glaucia Mazeto: Infelizmente, o uso de corticóides está associado ao aparecimento de algumas complicações, conforme você descreveu. Estas vão depender da dose utilizada, do tempo de uso e da sensibilidade individual. Assim, seu aparecimento não é obrigatório. Não há um medicamento que possa evitá-las. Porém, uma vida saudável com alimentação balanceada e atividade física supervisionada (adequada ao seu estado de saúde), podem ajudar.

Tratamento e Medicação
Há um ano fui diagnosticada com hipertiroidismo. Desde então, venho fazendo um tratamento com remédios. No início, tomei 10 mg de Tapazol por dois meses e20mg por três meses. Voltei à dose de 10mg por seis meses e, no último mês, tomei Propilracil de 100mg. Decidi procurar um outro profissional e, para minha surpresa, ele me disse que não tenho nenhum distúbio da tireoide, nem mesmo  hipertiroidismo. Estou super preocupada, pois ele pediu que parasse com todos os remédios, no caso, o Propil. Estou muito confusa e sem saber o que fazer. Gostaria de uma indicação profissional para acompanhar o meu caso, pois não sei mais a quem recorrer. (Nídia)

Resposta da Dra. Glaucia Mazeto: É pouco provável que você tenha recebido até 20 mg de metimazol, sem apresentar qualquer problema da tireóide. Isto pode ser facilmente checado olhando-se os resultados dos exames que você tinha na época em que lhe foram receitadas aquelas medicações. Os laboratórios costumam, inclusive, adicionar os valores de normalidade esperados. Assim, você pode compará-los com os seus resultados. O que pode acontecer é, no momento, você estar com o quadro entrando em remissão. De qualquer forma, aparentemente, você está precisando conversar com seu médico para esclarecer estas dúvidas. Você não mencionou de onde é e, assim, não posso indicar o serviço médico. Mas, certamente seu caso deveria ser avaliado por um especialista (endocrinologista) com experiência em distúrbios funcionais da tireóide.

Remédio para Emagrecer
Tenho alteração da glândula da tireoide e dois nódulos. Posso tomar remédio para emagrecer? (Rosene)

Resposta da Dra. Glaucia Mazeto: As indicações e contra-indicações para a utilização de remédios para emagrecer vão muito além das alterações tireóideas e devem ser discutidas cuidadosamente com um endocrinologista com experiência na área.

Ganho de Peso
Tenho 21 anos e fui diagnosticada com hipertireoidismo há um ano, apresentando praticamente todos os sintomas. Tomo medicamentos todos os dias. Ao longo de um ano, engordei dez quilos, em vez de emagrecer. Faço atividade física e tenho uma alimentação razoável, mas não consigo emagrecer. A cura é possível apenas com medicamentos? Toma-se por um longo prazo ou é necessário utilizar outro método? Em relação ao peso, pode haver alguma outra disfunção? (Luciana Helena)

Resposta da Dra. Glaucia Mazeto: Durante o hipertireoidismo descompensado, o habitual é um aumento do apetite com uma paradoxal perda de peso. Quando o hipertireoidismo começa a ser controlado, um dos primeiros sinais é a recuperação do peso perdido. Alguns pacientes podem apresentar ganho de peso, além daquele anteriormente perdido. Nesta fase, é muito importante a alimentação regular e balanceada em relação às suas condições de saúde - se possívels com uma orientação nutricional. Embora a cura possa ser possível apenas com medicamentos, aparentemente, o quadro de hipertireoidismo ainda não está totalmente controlado. Converse com seu médico sobre a necessidade ou não de outros métodos de tratamento.

Gostaria de saber se eu tomar o medicamento levotiroxina de 25mcg vai me engordar, pois passei em um endócrino e ele não dei muita importância dizendo que era para tomar o remédio dia sim, dia não. Eu tenho medo de engordar pois já estou fora de peso. Ele não me explicou, foi até um pouco deselegante dizendo para eu fechar a boca assim eu emagreceria. Eu faço regime e me alimento muito pouco e mesmo assim sou gordinha. Creio que a senhora possa me ajudar. Meu TSH deu 6,16. Há necessidade de tomar o medicamento? Obrigado. (Elzi)

Resposta da Dra. Glaucia Mazeto: O uso da levotiroxina não costuma ser associado ao ganho de peso. A levotiroxina é indicada nos casos de hipotireoidismo franco, ou seja, com níveis de TSH acima e de T4-livre abaixo dos valores de referência (normalidade). Está indicado ainda em alguns casos específicos de hipotireoidismo subclínico, ou seja, quando o nível de TSH está elevado mas o de T4-livre está ainda normal. O resultado do T4-livre e os níveis de normalidade para o TSH, neste caso, não foram fornecidos. Porém, pelo resultado de TSH, poderia tratar-se de hipotireoidismo subclínico. A necessidade ou não de tratamento do hipotireoidismo subclínico é avaliada pelo médico assistente, com base na confirmação do quadro, com repetição dos exames; e na presença de sinais ou sintomas ou ainda de doenças ou determinadas condições associadas. Converse com seu médico assistente sobre suas dúvidas e sobre a necessidade que tem de esclarecê-las. Atenciosamente, Gláucia.


Hipertireoidismo sem emagrecimento

Eu tenho diagnóstico de hipertireoidismo. Mas não emagreci como normalmente acontece; pelo contrário, ganhei peso. Existe uma explicação para este fato? Obrigada. (Daniela)

Resposta da Dra. Glaucia Mazeto: Em geral, o hipertireoidismo é acompanhado de aceleração do metabolismo como um todo, com aumento do apetite, porém com perda de peso. No entanto, pode acontecer o ganho de peso. Isto pode ser devido ao aumento exagerado da ingestão alimentar, desproporcional ao hipermetabolismo. Mas também pode ser devido a fatores ainda não totalmente elucidados. Uma conversa com seu médico sobre a melhor estratégia frente a este quadro deve ajudá-la a controlar este ganho.


Nódulos
Ao fazer uma ressonância magnética de coluna cervical, foi descoberto um nódulo de tireóide no lobo direito com 4,8 cm e um outro de 2,2 cm no lobo esquerdo. Fiz a punção paaf, mas somente colheram material do nódulo maior e foi inconclusivo - resultando em patologia nódulo adenomatoso. Fiz ultrasson com dopler. Estou com dores na garganta e roquidão. Ás vezes, tenho falta de ar, mas o desconforto é bem maior à noite, quando durmo. Tenho medo de operar porque dizem que terei que tomar cálcio para o resto da vida, caso toda a tireóide seja removida, e que o desempenho sexual será afetado. Além disso, segundo médicos, pode haver alguma complicação mais séria, como perda de voz. Recebi orientações aqui mesmo na internet para tratar com medicina natural e até com bicabornato de sódio -entre outras formas alternativas de tratamento. Mas continuo indeciso. (Edwald)

Resposta da Dra. Glaucia Mazeto: O nódulo citado é volumoso e passível de causar problemas futuros. As complicações associadas à tireoidectomia dependem, entre outros fatores, dos relacionados à extensão da cirurgia. Se a indicação for uma tireoidectomia parcial, a tendência às complicações é menor.
Porém, há que se esclarecer as características ultrassonográficas e/ou citológicas do nódulo em lobo esquerdo antes de uma programação cirúrgica. Não temos experiência com o uso do tratamento com medicina natural ou bicarbonato de sódio e não os indicamos. Uma consulta com endocrinologista com experiência em tireóide e com um cirurgião de cabeça e pescoço, experiente em cirurgia da glândula, dará mais segurança na tomada de decisão.

Leite de Soja

Gostaria de saber se o leite de soja faz mal para quem usa remedio (Puran 112) para tireoide. (Lidice Pessoa)

Resposta da Dra. Glaucia Mazeto: A levotiroxina deve ser ingerida em jejum, com água, de meia a uma hora antes do café-da-manhã. Nenhum medicamento ou alimento devem ser ingeridos juntamente com a medicação.

imprimaImprima     envieEnvie por Email       Compartilhe: Delicious Delicious  google Google

Tópicos Relacionados

Para Público perguntas respostas tireoide medicamentos

Topo Volta  © 2010 Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia - SBEM