Notícias

20/07/2017 As Mulheres na Endocrinologia

Há tempos as mulheres lutam por reconhecimento profissional em diversas áreas. Na endocrinologia, mais especificamente na tireoide, a presença feminina tem se mostrado muito forte e as endocrinologistas têm conquistado cargos importantes nas Sociedades. Essa liderança feminina foi observada na última edição do Latin American Thyroid Congress (LATS), que aconteceu em junho, no Rio de Janeiro.

A Dra. Ana Luiza Maia, membro da diretoria do Departamento de Tireoide da SBEM e presidente eleita do Latin American Thyroid Society (Gestão 2019-2021), destacou que essa realidade tem sido natural para as médicas. Para ela, ocupar essas posições é consequência de um bom trabalho. “Chegamos a esse patamar sem impor nada. No Departamento de Tireoide, inclusive, temos uma sequência de mulheres na presidência, assim como no LATS. Mas é um trabalho em longo prazo que se conquista com modelos e exemplos.”

Confirmando o que a Dra. Ana Luiza enfatizou, nos últimos cinco anos o Departamento de Tireoide foi presidido por uma mulher. Além da Dra. Célia Nogueira, atual presidente, estiveram à frente da Sociedade Dra. Gisah Amaral (2015-2016), Dra. Carmem Moura (2013-2014), Dra. Laura Ward (2011-2012) e Dra. Edna Kimura (2009-2010). Atualmente, a diretoria da instituição conta com um número significativo de mulheres, sendo seis entre os nove membros.

A Dra. Célia contou que, de acordo com a história, a Faculdade de Medicina da USP graduou em 1918 duas mulheres. Apenas em 1960 surgiu a Associação Brasileira das Mulheres Médicas. Hoje o número de graduadas é superior ao de homens. Por isso, para a endocrinologista não é de se admirar que nas últimas gestões do Departamento de Tireoide a presidência tem sido assumida por mulheres. “As próximas gerações já estão se envolvendo em várias atividades departamentais e que talvez pela predominância feminina se mantenha essa característica de chefias serem exercidas por mulheres.”

Segundo a presidente, essa ascensão faz parte da carreira científica. Ela enfatiza que é importante para o reconhecimento profissional e abrangência nacional e internacional, porém, destacou que o objetivo é sempre trabalhar dentro do rigor ético e científico. “Independente do gênero contamos com pessoas compromissadas com a sociedade e que se dispõe a trabalhar arduamente para manter o Departamento dentro de padrões de excelência.”

A atual presidente do LATS, Dra. Denise de Carvalho, esclareceu que essa representatividade feminina na endocrinologia é um fenômeno mundial. A médica relatou que pôde perceber esse fato durante a entrega de prêmios em um evento europeu. Segundo ela, dentro de um grupo de 15 premiados, apenas 3 eram homens. “Quando a sexta mulher subiu ao palco, pensei: deve ser women in endocrinology. Isso é resultado de muito trabalho e anos de preparação”, afirmou a especialista acrescentando que - para ela - a mulher deve ocupar espaço não por força e nem pelo gênero, mas sim pelo mérito e quando estiver preparada.

Para as especialistas, é importante destacar que para a nova geração de pesquisadores e acadêmicos a questão de gênero já não é tão relevante como antigamente. Mas, ainda assim, a sociedade encara essa realidade como uma novidade e as mulheres ainda precisam trabalhar duas vezes mais do que os homens para mostrarem que têm condições de ocupar um cargo de liderança. De acordo com a Dra. Ana Luiza, apesar da força feminina na endocrinologia, ainda há muito o que se conquistar.

imprimaImprima     envieEnvie por Email       Compartilhe: Delicious Delicious  google Google

Tópicos Relacionados

Notícias mulheres na endocrinologia tireoide

EBT

EBT 2018: Convidados Internacionais

O Departamento de Tireoide da SBEM segue os preparativos para o Encontro Brasileiro de Tireoide (EBT), em Campos do Jordão, entre os dias 19 e 22 de abril de 2018. Aos poucos os detalhes estão sendo divulgados no site do Departamento, como a presença de convidados internacionais. Dois deles estão confirmados: Frederic Flamant, da França, e Laszlo Hegedus, da Dinamarca.

Leia Mais

Notícias

Boas Festas

Momento de dar uma pequena pausa, recarregar as energias, fazer um balanço do ano, analisar erros e acertos porque uma nova oportunidade está chegando. Talvez seja só o calendário, mas é um bom motivo para o recomeço. O encontro? Será em breve, no EBT 2018. 

Leia Mais

Para Público

Diabetes e Disfunções Tireoidianas

14 de novembro foi o Dia Mundial do Diabetes. Ao longo do mês diversas ações acontecem no mundo para mobilizar as pessoas sobre a importância da prevenção, diagnóstico precoce e tratamento da doença. Além dessas questões, especialistas também alertam para a relação entre as disfunções tireoidianas e o diabetes.

Leia Mais