Notícias

09/07/2008 Fórmulas para Emagrecer e Efeitos Sobre a Tireoide

As fórmulas para emagrecer são vistas como soluções rápidas para resolver o problema do excesso de peso. Além do risco de “efeito sanfona” (engordar e emagrecer em um curto espaço de tempo), esse tipo de medicamento pode causar danos à glândula tireoide e causar até mesmo a morte.

A Dra. Laura Ward, professora da Unicamp, explica que as fórmulas são diferentes dos medicamentos para emagrecer. Elas são coquetéis que contêm várias substâncias, sem qualquer cuidado com a interação entre elas e com seus efeitos colaterais. Dra. Laura esclarece que, tipicamente, as fórmulas contêm cinco ou mais substâncias, geralmente:

 

  • Derivados de anfetamina: Os principais são femproporex, dietilpropiona ou mazindol, cuja função é inibir o apetite. Têm efeito rápido, muitas vezes potente, mas que podem causar dependência. São responsáveis por uma série de efeitos colaterais, incluindo insônia e irritabilidade, boca seca, alterações de humor, mais raramente taquicardia e hipertensão arterial. Esses medicamentos podem causar prisão de ventre.
  • Diuréticos: Atuam eliminando líquidos. Isso tem um efeito temporário e sem qualquer ação sobre massa magra ou massa gorda, a não ser levar a uma perda de peso à custa de depleção, que é um estado de debilitação, causado pela perda excessiva de fluidos do corpo. No caso de idosos ou de pessoas com alguma doença crônica, o uso indevido de diuréticos pode levar à perda de substâncias importantes para o organismo, como o potássio. Essa perda pode causar câimbras e até mesmo arritmias cardíacas.
  • Laxantes: São colocados nas fórmulas para diminuir a prisão de ventre, causada pelos inibidores de apetite presentes na fórmula. Podem piorar o funcionamento intestinal, descamar a mucosa dos intestinos e causar distúrbios hidroeletrolíticos. Os laxantes só vão produzir efeito imediato na perda de peso se for causada diarreia.
  • Tranquilizantes: Incluídos para combater os efeitos dos derivados de anfetamina e para diminuir a ansiedade freqüente no obeso. Os benzodiazepínicos (diazepam, bromazepam, clobazam, clorazepam, entre outros) são os mais usados, por causa de sua potência.
  • Antidepressivo: Adicionados geralmente com a mesma função dos tranquilizantes. Apenas a fluoxetina tem efeito importante na diminuição do apetite, mas só terá efeito após vários dias ou semanas de uso.
  • Produtos vegetais: Os mais comuns são a cáscara sagrada e a cavalinha. Não têm qualquer fundamento científico e são colocados nas fórmulas para dar volume à prescrição.
  • Fenilpropanolamina, efedrina, aminofilina,cafeína: São substâncias consideradas termogênicas, isto é, são produtoras de calor e aceleram o metabolismo. No entanto, têm importantes efeitos colaterais sobre o sistema cardiovascular, incluindo taquicardia, hipertensão arterial. Também são estimulantes do sistema nervoso central, levando a alteração de humor , diminuição de reflexos.
  • Hormônios tireoidianos: Em geral, são colocados em altas doses, pois causam importante perda de peso. Entretanto, esse emagrecimento ocorre principalmente por causa da perda de músculos, e não da gordura. Além disso, os hormônios podem desencadear doenças crônicas da tireoide, além de produzirem importantes efeitos sobre o coração, como taquicardia e arritmias severas, hipertensão arterial, aumento do trânsito intestinal, diarreia, alteração do fluxo menstrual, sudorese importante, nervosismo, alterações de humor, entre outros.

Dra. Laura ressalta que o uso dessas fórmulas é proibido, pois elas podem causar sérios efeitos danosos ao paciente, podendo levar até mesmo à morte. “O Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou, em 1997, a Resolução CFM numero 1477/97, que proibiu aos médicos a prescrição simultânea de drogas moderadoras de apetite (tipo anfetaminas), com um ou mais dos seguintes fármacos: benzodiazepínicos, diuréticos, hormônios da tireoide, extratos hormonais e laxantes, com finalidade de tratamento da obesidade ou emagrecimento”, explica a médica.

Portanto, se o paciente procurar um médico e forem receitadas fórmulas, deve-se denunciar a prática à delegacia do Conselho Regional de Medicina da cidade. No site do Conselho Federal de Medicina há um formulário e informações para ajudar a fazer a denúncia.

imprimaImprima     envieEnvie por Email       Compartilhe: Delicious Delicious  google Google

Tópicos Relacionados

Notícias emagrecer fórmulas

Opiniões dos Leitores

Eventos científicos

Tireoide no CBAEM 2017

Falta pouco para o Congresso Brasileiro de Endocrinologia e Metabologia – CBAEM. O Congresso será realizado no Centro de Eventos do Ceará entre os dias 16 e 19 de agosto. O Departamento de Tireoide estará representado pela sua presidente, Dra. Célia Nogueira, que faz parte da Comissão Científica Nacional do CBAEM. O evento é presidido pela Dra. Cristina Façanha.

Leia Mais

Eventos científicos

Momentos do XVI LATS

Durante quatro dias, participantes acompanham uma intensa atividade científica no XVI Latin American Thyroid Congress. Delegados de 27 países estão presentes ao evento, que acontece no Windsor Barra Hotel, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. O Congresso termina no domingo. 

Leia Mais

Eventos científicos

XVI LATS Reúne mais de 1.500 Participantes

O Rio de Janeiro recebeu um excelente público para o XVI Latin American Thyroid Congress. O evento teve dois brasileiros à frente das atividades, o presidente da Comissão Local, o Dr. Mario Vaisman, e a presidente do LATS, Dra. Denise Pires Carvalho. Vejam os discursos de abertura na cerimônia que deu início às atividades.  

Leia Mais